Ínicio - Quem faz - política - contato

LÁPIS ILUMINADOR: BRANCO x BEGE x AMARELO x CORRETIVO



Minha gente amada! Em primeiro lugar, super quero mandar mil desculpas pela falta de atuailzação do BP nos últimos dias (hoje resolvi compensar e programei 4 postagens - esta deve ser a quarta, espero eu... rs), mas o babado anda corridíssimo por aqui. Inventei de começar uma uma minirreforma no meu cantinho de makes e ainda rolou Hair Brasil no final de semana (para quem quiser arrasar por lá, hoje é o último dia). 

A respeito da feira, aliás, decidi não fazer post exclusivo. O primeiro motivo vem das dezenas de blogs já têm feito resuminhos bem válidos; depois, para os fins deste blog, o babado não estava lá muito produtivo no quesito maquiagem (as queridices que considerei exceções aparecerão em resenhas por aqui loguinho).

Explico: a verdade é que o evento foi (e é) super bacana como feira de negócios, mais do que qualquer outra coisa. As boas novas ali mostradas não foram lá muito novas (sobretudo para quem lê blogs de beleza em geral), salvo uma ou outra exceção.

No mais, os estandes "desejo permanente" que vendiam no varejo, via de regra praticaram precinhos naaada camaradas e totalmente compatíveis com o mercado fora da feira (eu mesma adquiri meros 3 itens na feira - mesmo assim unicamente porque eram interessantes e de marcas.não encontráveis aqui em SP).

O primeiro deles aparece justamente agora, neste post, e exatamente por causa dele é que achei fino fazer um apanhado de opções úteis de lápis iluminadores, os cremosos classicamente usados na linha d'água para abrir o olhar (mas que têm várias outras utilidades - como iluminar o canto interno e fazer uma base de olhos bacana - que aviva a cor da sombra que é aplicada por cima e incrementa a duração da coisa toda).

Quando o assunto é iluminar com lápis, as duas opções que vêm imediatamente à cabeça são o branco (para um look "acordadão-drama") e o bege (para o imortal make mais "natureba"), não?

No entanto, graças ao Pablo, artist queridão da MACPro Argentina (falei dele no post de Buenos Aires, lembram?), expandi lindamente o meu rol de lápis iluminadores amorecos e imagino que, assim como eu, nem todo mundo conhece algumas das outras opções bacanas que têm a mesma utilidade, então... compartilhar é vida, people!

Minha idéia quando entrei na MACPro, na ocasião, era me jogar no Chromagraphic Pencil com cor de corretivo (tem na Charm Pale Collection), mas a queridice já estava esgotada. A solução? Eye Pencil em Pale Yellow, que, como o próprio nome já diz, é um amarelo beeem pálido, que dá um toque semelhante ao do lápis corretivo, mas de uma forma um tiquinho mais iluminada e sem o drama do branco (a única peninha é que o babado é exclusividade MACPro).

Portanto, como MACPro não rola para todo mundo, continuei a busca por um lápis corretivo (com cor de corretivo, na verdade) e foi na Hair Brasil que encontrei uma opção beeem legal: o Eye Pencil em Ivory, da Atelier Maquillage. A cor é de corretivo mesmo, num tom super multiuso de marfim, com textura e durabilidade excelentes.

A marca é francesa e, antes que me xinguem pela gringuice da coisa, os produtinhos são sim encontráveis em território nacional. A linha é imensa e super profissional (pincéis bem interessantes inclusive) e possuem pontos de distribuição em Brasília e no Rio de Janeiro, onde existe uma loja física. De resto, ainda a rola para o país todo por meio da loja virtual. Vale dar uma olhada no site - aqui.

Introduções feitas, finérrimo estabelecer um comparativo entre todas as modalidades citadas. Para tanto, escolhi aleatoriamente um branquinho e um bege bem conhecidos (Wet n' Wild e Bourjois, respectivamente) para comparar in action com o amarelo e com o marfim


No swatch direto na pele fica bem evidente a diferença de tonalidade entre eles. O branco (Wet n' Wild) é, definitivamente, o mais dramático de todos. 

Em seguida vem o amarelo (MAC) e o marfim (lápis com cor de corretivo da Atelier Maquillage), que ficam mesmo num patamar, conforme prometido pelo Pablo, que jurou que a semelhança entre amarelo pálido e lápis corretivo existia - e existe mesmo. A diferença básica é que o Pale Yellow traz undertone amarelado (como o próprio nome indica) e o Ivory vem mais neutrinho, numa pegada bege megapálido.

O último na escala de drama é o bom, velho e clássico bege (Bourjois), que dá uma clareada na área aplicada e neutraliza o tom natural, aproximando-o da tonalidade da pele e com drama zero.


Qual é melhor? Tudo nesta vida depende, minha gente. Depende do tom de pele, do drama desejado no maquiagem, do tipo de make e, antes de mais nada, do gosto de cada um. 

Particularmente, gosto muito dos 4. Para makes mais escuros prefiro a atemporalidade do bege (é discretinho, complementar e virtualmente universal). Já para os looks mais levinhos já prefiro lápis com cor de corretivo ou o amarelo pálido, que iluminam e destacam o olhar numa medida boa (acho que em looks mais fortes um liner muito branco "briga" um pouco com o todo).

Ah! Vale dizer que eu não acho que todo mundo deva sair loucamente comprando uma infinidade de opções. O objetivo do post é, antes de mais nada, compartilhar queridices e dividir um tiquinho de informação.

Finalmente, para quem ficou na dúvida sobre a intensidade de cada tom na aplicação dos lápis na linha d'água, vai uma compilaçãozinha básica (sem acabamento nenhum, diga-se de passagem... rs):


Quase todas as marcas de make, tanto nacionais quanto internacionais, possuem opções de lápis branco e bege de acabamento cremoso, que têm a mesmíssima finalidade iluminadora. Facilidade ótima.

Por outro lado, quanto ao amarelo e ao marfim (vulgo lápis corretivo ou com cor de corretivo), são menos comuns. Confesso que só conheço em marcas gringas. Alguém tem algum nacional para indicar?

Rola um preferido?


Inscreva aqui embaixo o seu e-mail para receber a newsletter do BP:

instagram

search

Carregando...

PageRank