Ínicio - Quem faz - política - contato

BEAUTÉ EM BUENOS AIRES: LOJINHAS E COMPRINHAS



Lembram que eu estava super na dívida de um postzinho de beauté sobre as minhas miniférias, people? Pois então... é chegada a hora, finalmente.

Desde que voltei de Buenos Aires (e acho que já falei por aqui que foi minha sétima temporada na cidade), vinha pensando numa forma bacana de aliar o compartilhamento de coisinhas de beleza com informações que podem vir a ser úteis a quem estiver a fim de arrasar nas comprinhas em terras argentinas, porque, depois de vários anos de amor pela cidade, seria razoável que eu tivesse algumas dicas bacanas para dividir (e eu vou tanto sempre porque amo mesmo - tanto que até acho que nasci em SP por mero acidente geográfico... hahaha).

Portanto, sim, este é um post de comprinhas (já que eu bem sei que todo mundo gosta), mas, mais do que isso, é também um post de "beautylidade pública", meio que um guiazinho "wannabe" (hahaha) de opções de lojinhas e afins que eu gosto em Buenos Aires, onde coisas bacanudas de beleza podem ser encontradas.

Quer ver? Vem comigo!

Dividi o post entre lojinhas de cosméticos de marcas argentinas, farmácia, comprinhas farofas, marcas internacionais que têm loja por lá (mas no Brasil não), lojas de marcas argentinas de maquiagem  e termino o post com um apanhado geral de como estava o duty free na ocasião (tanto o de SP quanto o de BsAs, porque a gente nunca sabe, né, people... rs).


VZ


A primeira lojinha, que é super conhecida e da qual não existe a menor possibilidade de não falar, é a VZ Bath & Body, marca natureba de cosméticos em geral. A variedade de creminhos, esfoliantes, óleos, sabonetes, xampus, sais, balms, fragrâncias, esmaltes e afins é incrível, sem contar a qualidade excelente e os preços estupidamente baixos (sobretudo com o atual câmbio meeeegafavorável do real em relação ao peso argentino).

A marca tem uma infinidade de filiais espalhadas pela cidade toda (dá para ver os endereços todos no site da marca - aqui, ó) e é meio impossível não se deparar com uma lojinha de rua ou nos shoppings da cidade (destaque para a megaloja da marca em Palermo Soho, Casa VZ, que fica na Gorriti, 4769 - e é liiiinda). 

Este ano eu não arrasei muito nas comprinhas (primeira foto), porque venho acumulando pencas de produtinhos da VZ ao longo dos anos. Por isso achei fino fazer uma compilação geral de algumas coisinhas  interessantes da marca, só para dar uma idéia do que pode ser encontrado por lá, entre babadinhos para o rosto, cabelo, pés, mãos, corpo, unhas, lábios e casa (eles têm home sprays fantásticos, velas e também montes de coisinhas cheirosas para o lar):



Amor total para mim é o esfoliante corporal Almond Vanilla (tanto que ele aparece na fotinho das comprinhas e se repete na de produtinhos adquiridos anteriormente, porque o cheirinho é divino e os grânulos de esfoliação são power na medida). 

Outros produtinhos que não deixo acabar são o tônico facial (Skin Therapy, que é super suave, sem perfume e delicioso na pele), hidratante capilar de maçã verde (B1), óleo corporal de melancia (Hechizo de Amor) e a máscara facial de argila (Soul Therapy Detox - mas confesso que desta vez não a vi por lá). Já os creminhos de corpo vêm numa variedade tão grande que não tem muito como recomendar um específico. O melhor é que cada um encontre seu cheirinho favorito.





Elementos Esenciales


A Elementos Esenciales vai na mesma pegada da VZ, mas mais low profile, porque é mais nova e tem menos lojas na cidade (dá para ver os endereços no site da marca - aqui, ó). Já quanto à diversidade de produtos, a coisa rola no mesmo patamar (são creminhos, body splashes, sais, esmaltes, balms, cheirinhos para casa e babados afins).

Vale olhar o site da marca antes de ir, porque eles sempre fazem promos ótimas do tipo comprando 'x' produtos da linha 'tal', ganhe um produto 'y'.

Outra coisinha interessante da Elementos Esenciales é o centro estético, que oferece pencas de serviços bacaninhas de beauté, tipo massagens, tratamentos faciais, corporais, capilares e até aulinhas de automake. Nunca experimentei, mas sei que rolam, então vale avisar.

Minha estréia com a marca aconteceu ano passado, então não tenho muitos produtinhos para recomendar, mas fato é que os creminhos corporais são uma delícia (e este ano a família aumentou com poucas aaaand boas comprinhas).




Sabater Hnos


A Sabater Hnos. é uma fabriquinha de sabonetes muuuuito fofa, que só tem duas lojas no mundo, uma em Barcelona e outra em Buenos Aires (update: já existem lojas também em Torino/Itália, Santiago/Chile e Athenas/Grécia - site aqui, ó). 

Com a minha ida à BAFWeek, não tive tempo de ir até lá este ano, mas conheço o babado de outros carnavais e o conceito é muito bacana. É uma lojinha minúscula e megacheirosa, em Palermo, com uma infinidade de sabonetes nos mais diversos formatos. E o mais legal é que os sabonetes são cortados ali mesmo, então a gente vê o processo. É uma delícia e os precinhos são cretinamente camaradas.


Epoca Bella



Na mesma pegada meio roots, ainda tem a Epoca Bella (Gorriti, 4865 e 5037), loja de pinta beeem antigona e que tem pencas de itens rústicos de beauté: sabonetinhos naturebas (cortados na hora e vendidos por peso), sais de banho, óleos corporais, creminhos, aromatizadores de ambiente, velas e até babadinhos de aromaterapia. Viagem cultural muito gracinha (E tem site: aqui, ó!)


Farmacity


A Farmacity meio que dispensa apresentações. É uma rede de farmácias ótima que vende peeencas de cosméticos interessantes e makes bacaninhas. Virtualmente impossível alguém ir a Buenos Aires e não se deparar com dezenas de filiais do babado em tudo quanto é esquina (tem endereços no site, aqui, ó).

Vale dizer que não é uma farmácia de outro mundo, ela é bem comum até. Os diferenciais básicos ficam por conta dos preços absurdamente baixos e da variedade de marcas disponíveis (que OU não existem no Brasil - tipo Rimmel e TRESemmé - update: TRESemmé já existe no Brasil, mas a linha não é igual à argentina; OU existem no Brasil, mas são super caras aqui - tipo La Roche e dermocosméticos em geral; OU, ainda, marcas existentes nas farmácias daqui, mas cujas novidades chegam por lá primeiro - sim, os produtos chegam em BsAs primeiro mesmo, people).

Vale dar uma olhada no site antes de ir também, porque todos os meses rolam descontos especiais e promoções  do tipo buy one, get one free (pague um leve dois) em produtos selecionados.

Minhas aquisições este ano foram modestas e abarcaram, basicamente, o que não deixo faltar de jeito nenhum:



Ah! Outro destaque bacana da Farmacity é a linha de produtos da marca própria, que apresentam uma gama enorme, tanto de tratamente de rosto, corpo, unhas e maquiagem.

Nesse quesito vale repetir (porque eu já disse uma vez em outro post) que simplesmente AMO os lencinhos demaquilantes. Uso há anos e são os melhores baratinhos ever, na minha humilde opinião.




Um zilhão de coraçõezinhos para os removedores de esmalte (de qualquer marca), que vêm em diversas versões, todas enriquecidas com elementos fortificantes e sem acetona. Sempre trago alguns exemplares e acho que nunca vou entender o porquê  de não termos esse babado por aqui.



Debutei este ano na linha Extreme, marca de makes by Farmacity, então ainda não tenho muito a dizer, mas prometo que assim que usar os babadinhos venho contar. (Promessa cumprida: resenha dos delineadores aqui).

E para finalizar a questão make, vale mencionar a Emolan, que é uma marca argentina de maquiagem, super encontrável nas farmácias e que é beeem boa. Tenho alguns itens de comprinhas anteriores e aprovei totalmente (os esmaltes também são excelentes - a Danubia, leitora e amiga, já mandou juma resenha para cá, lembram?).




TodoModa


A Todo Moda é uma rede lojinhas de acessórios espalhadas por toda a cidade (dá para ver a listinha de endereços no site, aqui, ó) e, pelo menos para mim, o babado entra na gama das comprinhas farofas, porque tem de um tudo. 

São, basicamente, pencas de brincos, colares, anéis, bolsas, acessórios de cabelo, cintos e alguma coisa de roupa. O esquema numa loja assim, na minha opinião, é garimpar, porque tem muita porcaria no meio das coisas bacanas. E entre os itens bacaninhas eles têm uma linha de make, chamada Pink Love.  
A linha é bem modesta, mas é altamente passável em qualidade e estupidamente barata. Tirei até foto dos precinhos, em pesos - que correpondem a 2 para 1 em reais - só para ilustrar o quão quase-de-graça é a coisa toda (sim, uma sombra de 8 pesos = mais ou menos 4 reais).

(Resenha das sombrinhas aqui)

Só vale a recomendação de verificar se o item está intacto antes de comprar, porque as makes não são lacradas e existe gente sem noção em todas as partes do mundo, né, people... então sempre tem uma cidadã ou outra que testa um item que não é tester e devolve ao display como se nada tivesse acontecido. 




Na mesma pegada da Todo Moda existe uma infinidade de outras lojas na cidade, das quais vale mencionar a Onda Shop, que é uma das mais famosas e também tem uma enormidade de filiais em Buenos Aires. No entanto, particularmente, não recomendo muito, não. Arrisco dizer que a Onda Shop é meio 'fubá' demais para o meu gosto.


Dodo

A Dodo é uma rede 'farofa' de lojinhas de cosméticos que tem várias unidades na cidade. A grande meleca dessa loja é que não tem letreiro nem nenhuma identificação externa e eu me deparei com o babado super por acaso, quando estava caminhando na Av. Santa Fe, na volta do último dia da BAFWeek.

Tem pencas de makes, pincéis, cosméticos em geral e esmaltes (na sua grande maioria os brasileiros Impala, Risqué e afins), numa pegada de 'loja da Liberdade', aqui em SP, mas com vários itens de marcas argentinas, o que é sempre bom conhecer.

Me joguei nos pincéis e esponjinhas da Jessamy, babado made in china que eu não conhecia e é beeem acessível. Jurava que seria porcaria, mas não é não. Achei bem digno (sobretudo se considerarmos que, na coversão, a comprinha da foto custou cerca de R$30).  

A Dodo não tem site (pelo menos eu não achei), mas anotei alguns endereços centrais para quem quiser: Santa Fe, 1934, 2268, 3219 e 4292 (sim, são 4 unidades na mesma avenida); Bulnes, 2055; Coronel Diaz, 2987; Av. Corrientes, 2225; Florida, 437; Gorostiaga, 1661; Juncal, 1765; Marcelo T. Alvear, 1481 e Salguero, 1903


No quesito geral de cosméticos (make, cabelos, rosto, corpo e unhas), vale fazer algumas outras indicações interessantes também: 

Para quem não dispensa um supermercado de cosméticos (Ikesaki feelings) há o Las Margaritas (Córdoba, 4633) que é beeeem bacana e ótimo para babadinhos de cabelo ("Kérastases"da vida... rs). Outra forte em cabelos é a Más Aromas (Florida, 329) que tem também pencas de outras coisinhas de beauté, inclusive maquiagem, a precinho super amigo. Já no quesito maquiagem, bem legal a Maquillaje TITI (Sarmiento, 1179, loja 3) que é voltada para profissionais/make artístico e tem uma enormidade de produtos, desde bases, sombras, postiços, pincéis, esponjas, esmaltes e tudo mais (o site - aqui - é horrível e não faz jus à loja, mas enfim... rs).

No quesito perfumarias farofinhas, pero bacaninhas, vale conhecer a Pigmento, que tem várias filiais pela cidade (Florida, 337; Corrientes, 1771 e 4744; Santa Fe, 2211; Pueyrredón, 930) e vende pencas de drugstore brands - inclusive as argentinas Dinorha (site aqui), Dorothy Gray (site aqui) e Artez Westerley (site aqui) - a preço amigo. 

Por fim, vale conhecer as perfumarias mais chiquetosas (que têm, basicamente, marcas bacanudas do tipo Dior, Sisley, Givenchy e congêneres a preço menos pornográfico do que no Brasil). Meus destaques ficam com a Juleriaque (a rede está espalhada pela cidade toda - endereços no site, aqui, ó) e com a Rouge (também em vários endereços - vale olhar o site da loja, aqui, ó).


MAC Pro


A MAC Pro de Buenos Aires fica na loja da marca nas Galerias Pacífico (um shopping classudo que fica na nata da famosa Calle Florida, no centro da cidade - vale acessar o site aqui). A loja da MAC, aliás, dá de cara para a Florida e tem entrada pela rua (não tem como não ver).

Os preços da MAC argentina não são mais baixos do que os daqui, people, a diferença é mínima. Portanto, minha recomendação é se jogar apenas nos produtos Pro (que não serão encontrados no Brasil e nem no duty free) ou coleções limitadas que eventualmente não vieram para o Brasil, porque para os produtos da linha comum não vale a pena. 

Para quem tem vergonha de entrar na MAC (porque eu bem sei que ainda existe quem tenha vergonha), sobretudo na Argentina, que é um país de língua diferente, procurem pelo Pablo na loja. Ele é um querido, megaprestativo e fala português (update: dizem as boas línguas que o Pablo não trabalha mais na loja, mas pode ser encontrado agora na Inglot - tem recomendação logo abaixo).

Quase todas as minhas comprinhas desta temporada na loja foram indicações dele, que respeitou exatamente o que eu queria e ainda deu idéias boas para otimizar a função de cada produto (farei resenhas em breve, prometo).

(Swatch do MACPro Eye Pencil em Pale Yellow aqui)



Bobbi Brown



Bobbi Brown é mais uma que fica nas Galerías Pacífico (lojinha dupla, na verdade - La Mer / Bobbi Brown - e fica exatamente ao lado da loja da MAC, dentro do shopping).

Vale super a pena conhecer, principalmente porque não temos Bobbi no Brasil, mas vale dizer, para que ninguém seja pego de surpresa, que os precinhos praticados não são baixos at all. Para quem tem noção dos valores gringos dos itens da marca (em dólares), não é exagero dizer que o preço argentino é, na conversão, aproximadamente o dobro.

No entanto, em comparação com os preços de maquiagem no Brasil, a verdade é que eu não achei nada absurdos os preços da Bobbi argentina. Isso sem contar a artist megaquerida que me atendeu, Marcia,  uma fofa que fez um make incrível no meu rosto para testar as cores que eu queria e, de quebra, regalou um dia de beleza com as consultoras da marca (que eu deveria ter agendado, mas não tive tempo e perdi).

As aquisições da vez, como eu já tinha dito num post anterior, foram o corretor de olheiras e o corretivo com setting powder acoplado. Queridice total (e sim, farei resenha).






Kryolan


 Mais uma marca internacional bacanuda  em Buenos Aires que vale se jogar é a Kryolan (Gallo, 500). Este ano não tive tempo de ir, mas já estive lá em outros anos e a loja é fantástica, sem contar a agenda de cursos ótimos de make que são ministrados por eles. Os detalhes podem ser acompanhados com antecedência pelo site (aqui, ó).  

Para finalizar o quesito marcas internacionais:

A L'Occitane tem várias lojas espalhadas por Buenos Aires e os precinhos são mais amigos do que os do Brasil (e, apesar de menos amigos do que os do duty free, para quem quer um item específico pode ser uma boa, já que a gente nunca sabe se vai encontrar o que quer no free shop). Os endereços podem ser vistos no site, aqui, ó.

Exatamente no mesmo sentido vai a unidade argentina da Kiehl's, que fica em Palermo Viejo (Armenia, 1527). Adoro! Os preços não são um atentado (pelo menos eu não achei nas vezes em que fui) e vale dar aquela passadinha amiga na loja, que é uma delícia.


Inglot (acrescentada ao post em jan/12)


Conforme bem lembrado pela Evie, leitora super atenta, a polonesa Inglot (super famosa pela gama giga de sombras vendidas no sistema freedom de paletas - site aqui) é a mais nova parada obrigatória de beauté em terras hermanas. Por isso, valeu editar o post para que ninguém perca nadinha.

Inglot em Buenos Aires é o primeiro endereço da marca na América do Sul, foi inaugurada em novembro/2011 e fica localizada na loja 1109 do Unicenter (Paraná, 3745), um shopping bem completo, mas que fica totalmente fora do circuito central. Muitas das lojas recomendadas neste post possuem filiais lá, então dá para aproveitar o dia e fazer um pacotão de compras - (site aqui, ó).

Não tive a oportunidade de ir até a loja ainda, então não sei muito a respeito dos preços nem nada, mas conheço o Unicenter e sei que é chatinho de chegar. Por outro lado, é a única opotunidade de visitar a Inglot neste continente - pelo menos por enquanto - então vale a passadinha.


Regina


Regina Cosmetics é a linha de make da artist argentina Regina Kuligovski. O babado é completíssimo e surgiu junto com a escola de maquiagem que ela mantém (e ministra cursos Pro, aulas de automaquiagem, além de prestar serviços de maquiagem para eventos, design de sobrancelhas e afins).

O conceito é BEEEM bacana e vale conhecer (dá perfeitamente para passar horas na loja - que normalmente fica trancada, people... é só tocar a campainha que eles abrem).

Mais infos e endereços no site, aqui.

Quanto aos produtos, achei a qualidade excelente e os preços bem honestos (não, não é maquiagem barata, é maquiagem muito boa a valores razoáveis). Prometo me aprofundar a respeito das comprinhas num post à parte.

(Resenha das sombrinhas aqui e  do multifunção 3D aqui)




Mabby


Agora uma "tristeza profunda". Ouvi falar da Mabby um pouco antes de viajar (quando estava já na fase dos preparativos) e visitar a loja estava nos meus planos, mas simplesmente não deu tempo desta vez.

Só a título informativo, trata-se da linha de make da Mabby Autino, artist das celebs argentinas, super renomada e que também mantém uma escola de maquiagem (além da linha de produtos). O conceito é semelhante ao da Regina, com o plus de que a Mabby ainda agencia alguns artists e profissionais de moda. 

Babado fino e altamente recomendável. Os detalhes de produtos, infos e endereços podem ser vistos no site da marca, aqui.


Queenies



Agora uma queridice fofa para fechar as dicas, people: Queenies Nail Salon. Como o próprio nome indica, é uma central fina de manicures, que fica em Palermo Hollywood (Fitz Roy, 1883).

O lugar é muito lindinho, super girlie e lotaaado dos esmaltes mais legais ever, num conceito bem semelhante ao do espaço da Adriana Barra aqui em SP. Os precinhos do Queenies não são nada absurdos e é uma experiência bem divertida.

Maiores infos podem ser vistas no site, aqui (e tem que agendar horário).


Duty Free


Rapidinhas sobre o Duty Free Argentina, people: eu nunca tinha desembarcado no Aeroparque (aeroporto local, em Buenos Aires). Este ano foi a primeira vez. Todas as viagens que fiz tinham sido com desembarque em Ezeiza (aeroporto internacional), mas já vi que algumas cias aéreas têm desembarcado no local.

Portanto, fica um diquinha a ser considerada para quem desembarcar no Aeroparque (e que eu mesma não sabia até efetivamente desembarcar): o duty free é um 'ovo' e não tem MAC. Só tem MAC em Ezeiza.

No entanto, nem por isso o free shop foi perdido, lógico. Na verdade eu bem achei bom me ater às marcas que tendem a ficar mais esquecidas quando há MAC no recinto... rs



Mais alguém AMA esse hidratante de chá verde com gotinhas de mel da Elizabeth Arden? Devo estar no meu terceiro potinho (que antes era bisnaguinha) e suuuper recomendo. As gotinhas derretem na aplicação e a pele fica uma delícia!

(Fiz resenha da Grow Luscious Mascara, da Revlon, aqui)




Brasil-sil-sil


Queridices máximas do Duty Free Guarulhos: The Body Shop (variedade boa) e L'Occitane (que estava com um estoque horroroso tanto na ida quanto na volta, tanto que fiquei sem meu demaquilante mais querido - por isso achei útil alertar sobre a compra de itens muito desejados em Buenos mesmo, já que ainda assim os precinhos são mais amigos do que os do Brasil).



Outra meleca foi o estoque do counter da MAC. Absolutamente todos os itens de uso diário que eu queria (bases, corretivos e afins) estavam em falta na minha cor (NW15/NW20, a título de informação). Tive que me virar com o disponível (e não, não vou reclamar... pelo menos até a fatura do cartão dar o ar da graça... rsrsrs). 



Resenhas já postadas: batons Pro Longwear (aqui e aqui), Mega Metal Shadows (aqui) Pro Longwear Concealer (aqui

Só para compensar, o duty free estava o paraíso no quesito Victoria's Secret. E não me matem, mas eu 'passei' lindamente, porque não morro de amores. O counter da Chanel também estava bárbaro, mas o vôo de volta atrasou horrores, eu estava cansadona e só vi na saída. 

Espero que um dos posts mais gigantes de toda a história do blog (e é mesmo hahaha) tenha sido útil e norteado um pouquinho as compras de beauté de quem pretende dar pinta pelas terras argentinas.

Qualquer dúvida fiquem à vontade para gritar nos comments.


### UPDATE: A Evie, do QSP, foi para Buenos Aires no carnaval 2012 e deu uma atualizada nas infos. Leitura recomendada, aqui, ó!



PageRank